Polícia Civil soluciona duplo homicídio em Murici

A equipe de policiais civis do 116º DP (Distrito Policial) de Murici concluíram as investigações do duplo homicídio, ocorrido no centro de Murici, em abril deste ano.

Joselito Máximo dos Santos e Joselito Máximo dos Santos Júnior, pai e filho, foram mortos no interior do veículo da família, quando tentavam comprar uma arma de fogo.

De acordo com as investigações policiais, o crime foi praticado por uma organização criminosa desarticulada no mês passado, durante operação policial, que resultou na detenção de 19 pessoas, nos Estados de Alagoas e do Rio de Janeiro.

Segundo a polícia, as mortes foram ordenadas por Jorge Henrique Tenório de Deus, líder da organização criminosa e planejada por Jaciara Correia Sampaio, conhecida por “Sal”, que foram presos durante a mesma operação.

“Sal” teria arquitetado uma armadilha e atraído às vitimas para um local afastado a pretexto da venda de um revólver, calibre 38. Ao chegar ao local, pai e filho foram surpreendidos por Williams Douglas dos Santos, conhecido por ‘Willa’ ou ‘Pesadelo’, que os aguardava na companhia de Diogo da Silva Vieira, conhecido por “Boneco” ou “M10”. Os criminosos efetuaram cinco disparos de arma de fogo em cada um e fugiram do local.

O delegado responsável pelas investigações, Cayo Rodrigues, esclareceu que todos os envolvidos já foram presos, com exceção de “Willa”, que entrou em confronto com policiais no momento de sua prisão e acabou falecendo.

Ascom – 16/06/2018